Misturar Químicas como Alisar e Tingir pode Causar Danos Graves ao Cabelo

Mudar o visual é uma constante na vida de muitas mulheres. Alisar, enrolar e pintar o cabelo está entre as principais opções de quem quer renovar a aparência. Contudo, apesar das propagandas que dizem que os alisamentos e tinturas são seguros, é preciso tomar muito cuidado com a mistura de produtos químicos no cabelo.

A especialista em Tricologia Ortomolecular Sandra Assis Maia, da clínica capilar Alto Stima, explica que quem faz relaxamento, progressiva ou trata os cabelos com qualquer outro tipo de química que interfira na estrutura capilar deve tomar muito cuidado.




“Misturar dois tipos de química nos cabelos pode ser muito agressivo aos fios. Por isso, é importante verificar se os componentes químicos são compatíveis entre si. Por exemplo, tioglicolato de amônia e hidróxido de sódio são usados para alisar cabelo, portanto, não é aconselhado misturá-los com luzes, reflexos e até com algumas colorações”, afirma.


Consequências

É importante testar a química em uma pequena mecha de cabelo / Crédito: Thinkstock
Segundo a especialista, os cabelos que sofrem lesões químicas podem ficar com aspecto de plástico, quebradiços e podem ocorrer irritações no couro cabeludo, inclusive pequenas feridas e queimaduras.
“Esses problemas acontecem por várias razões, como uso inadequado das químicas, sensibilidade aos ativos da formula e com o uso de mais de uma química no mesmo cabelo”, completa.

Como evitar

De acordo com Sandra, é essencial que os profissionais façam, antes de aplicar o produto, testes em uma mecha pequena. “Deve ser feito sempre antes de qualquer procedimento químico para saber se o cabelo tem ou não condições de suportar a química”, diz.
Pessoas que fazem tratamentos químicos frequentemente devem hidratar os fios pelo menos uma vez por semana. Além disso, Sandra indica o óleo de argan e o de abacate para promover a anti-oxidação dos fios. “Eles possuem alto teor de vitamina A e vitamina E, que possui ação antioxidante e combate os radicais livres, além de outras vitaminas como B1 e B2”, completa.


Fonte: itodas.com

Comentários