Espinhas: Mitos e Verdades

Embora muita gente confunda acne com espinha (que é uma acne), mas uma acne pode se manifestar de diversas formas, ou seja, ela é uma dermatose que provoca o surgimento de cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. Não chamamos uma única espinha de acne, mas, sim, o conjunto dessas manifestações, que são mais comuns na adolescência, e saiba que a acne é considerada uma doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e atinge mais de 18 milhões de pessoas entre 13 e 18 anos, quase 80% da população jovem brasileira. E não dá para subestimar essa doença já que a mesma acaba por causar problemas sérios de autoestima e extrema timidez, pois bem, mas embora ela seja bastante comum, existem muitos mitos e equívocos envolvendo o assunto, e é isso que mostraremos abaixo, alguns mitos e verdades sobre as espinhas.


Mitos e Verdades sobre as Espinhas

1 – A Acne não tem cura
MITO. Certamente, o tratamento irá variar de acordo com o grau da acne, havendo para aqueles casos mais complicados, antibióticos que aliviam o problema, regulando a produção de gordura pelo organismo, deixando a pele menos oleosa. Mas, nem é preciso lembrar que esse tipo de medicamento só pode ser usado quando for indicado por um profissional.

2 – As espinhas só atinge os adolescentes, desaparecendo na fase adulta.
MITO. Embora, geralmente, a acne apareça durante a adolescência, por causa dos hormônios que estão em profunda ebulição, isso não quer dizer que adultos não tenham acne, e mais, o quadro pode durar da adolescência até a fase adulta ou ainda aparecer mais tarde, porém, é preciso tratar a acne logo no início, para que não resulte em cicatrizes ou até venha a se transformar em um problema crônico e mais, não pense que esse problema não aparece em crianças, pode aparecer, inclusive, em bebês e crianças, constituindo a acne infantil.



3 – Ansiedade e stresse pioram as espinhas.
VERDADE. Muita calma nessa hora, pois a ansiedade e, principalmente, o estresse podem sim, agravar, e muito o surgimento das espinhas.

4 – Chocolate causa espinhas.
MITO. Embora isso seja muito divulgado, até o momento não há estudos científicos que comprovem que qualquer alimento específico, inclusive o chocolate, tenha relação com a acne.

5 – Alguns medicamentos podem desencadear as espinhas.
VERDADE. Infelizmente, alguns medicamentos podem sim, induzir quadros de acne, conhecidos como erupções acneiformes, tais como os corticoides, vitaminas do complexo B, lítio, isoniazida, entre outros.

6 – A Acne pode ser genética
VERDADE. Algumas pessoas produzem mais gordura sebácea do que outras, assim, se seus pais tiverem muita acne, as chances de você ter também são grandes.

7 – Lavar o rosto pode aumentar o problema
MITO. A higiene é sempre fundamental, por isso, lavar a pele ainda é um dos tratamentos mais eficazes contra a acne, e deve ser duas ou três vezes por dia, com um sabonete específico, para ajudar a diminuir a oleosidade e a manter os poros sempre limpos, ou seja, aposte nesse hábito.

8 – O sol ajuda a combater à acne.
MITO. Por muitas vezes ocorrer uma melhora inicial nas lesões inflamatórias, muita gente acha que o sol faz bem, mas, na verdade, não há evidência científica direta de que o sol melhore as espinhas.

9 – Maquiagem pode dar ou piorar as espinhas
VERDADE. Muitos produtos, aparentemente inocentes, como corretivo, pó e blush, podem sim, obstruir os poros, fazendo com que inflamem mais facilmente e isso pode resultar em uma pele acneica. Por isso, a dica é sempre limpar bem a pele com demaquilante, especialmente antes de dormir.

10 – O clima pode interferir na qualidade da pele.
VERDADE. Infelizmente, para quem gosta do verão, o suor causado pelas altas temperaturas, associado ao uso de filtros solares gordurosos, podem piorar, e muito, a oleosidade da pele




Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

Comentários