Saiba Porque Nunca Deve Sair de Casa com o Cabelo Molhado

Acabou de tomar banho, precisa de ir às compras e não secou o cabelo. Saiba porque não deve sair de casa!

Ainda que o frio do inverno deve-se ser razão suficiente para fazê-lo, secar o cabelo é normalmente algo que normalmente não se dá grande importância.

Erradamente, prefere-se evitar o calor e consequentemente os danos que advêm do secador, com base na noção de que o cabelo fica mais forte quando seco ao ar, além da falta de tempo.

Mas este não podia ser um aspeto mais errado na sua rotina de beleza. E não só porque sair de casa com a cabeça húmida pode aumentar o risco de sofrer um resfriado.

No fundo, manter o cabelo molhado é tão mau para a fibra capilar quanto expô-la às altas temperaturas do secador.

“Da mesma forma que não saímos com a roupa ou rosto molhados, também não devemos fazê-lo com o nosso cabelo. Este é um dos principais motivos da queda de cabelo.

Tal acontece porque a humidade constante leva à deterioração da membrana celular, responsável pelo brilho e força do cabelo.

Além disto, este hábito afeta o próprio folículo capilar, responsável pelo mantimento dos fios de cabelo no couro cabeludo”, explica Natalia Guerrero, especialista capilar da Revitalash Cosmetics.
“a humidade constante leva à deterioração da membrana celular, responsável pelo brilho e força do cabelo”
“Esta fragilidade do cabelo ocorre porque o nosso couro cabeludo tem condições específicas e diferentes do resto da pele. Tem mais vasos sanguíneos, por isso a sua resistência à humidade é menor.

Consequentemente, recebe de forma mais negativa o excesso de água durante um período mais prolongado”, continua a especialista.

Todavia, tais resultados não são danos muito evidentes, visto que surgem gradualmente e não de forma imediata.

É por isso que a perda de densidade do cabelo também se nota de forma gradual e não imediata.

Como se não bastasse, o excesso de humidade constante pode causar fungos no couro cabeludo, por culap da falta de transpiração.

“Tal ocorre mais quando dormimos, pois as almofadas são um território perfeito para ácaros e fungos que, com a humidade ‘certa’, se reproduzem, levando a que ‘novos bichos’ se propaguem pelo seu corpo”, diz Natalia Guerrero.

Aprenda a secar bem o cabelo

O certo é que o mau não está apenas no hábito de deixar secar o cabelo ao ar.

São igualmente comuns os casos de quem não o seca adequadamente, deixando vestígios de água que danificam o cabelo de igual moda.

“Com a toalha, remova o excesso de água sem esfregar, para não danificar o couro cabeludo nem o próprio cabelo.

Depois, seque-o com a ajuda de um secador à temperatura média, já que o excesso de calor pode enfraquecer os fios ou até queimá-los, levando à aceleração da circulação naquela zona, que tem como consequência a produção de mais sebo”, esclarece Guerrero.

Antes deste processo, resta saber como lavar o cabelo: deve fazê-lo com produtos que protejam o cabelo de agentes externos.

Evite que os produtos que utiliza contenham silicone, sulfatos, parabenos ou outros ingredientes químicos que ameacem a saúde do cabelo.

Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: Esquire.

Comentários